PROVÉRBIOS 4.1-27 - CONSELHOS PRECIOSOS DE PAIS PARA FILHOS


INTRODUÇÃO

           Hoje é dia dos pais, então gostaria de falar como um pai a seus filhos, esta uma mensagem para os filhos, assim como para os pais. Que os filhos possam receber esses conselhos, que os pais possam na obrigação que lhes pesa enquanto sacerdotes de seu lar educar seus filhos no temor do Senhor.
           Neste texto em que Salomão instrui seus filho Roboão de acordo com aquilo que aprendeu de seu pai, Davi, podemos encontrar preciosas lições que todos os pais fariam bem em instruir seus filhos. 


I. OS FILHOS DEVEM BUSCAR A SABEDORIA MAIS DO QUE QUALQUER OUTRA COISA NA VIDA, (4.1-19).

           O que chama a atenção de vocês jovens? O que desejam buscar nesta vida? Certamente que devem colocar como meta ter uma boa profissão, e a profissão que você escolher é um sonho específico seu. Com certeza que você pode ter como meta ter um bom casamento e a pessoa por quem você esteja apaixonado(a), com quem sonhe acordado(a) é algo como alvo particular seu. 
           Sejam quais forem suas metas na vida há algo que você deve buscar como necessário para viver todas essas coisas de modo agradável ao Senhor, é a sabedoria em termos cristãos.
           A Bíblia nos diz que essa sabedoria é um dom de Deus (Tg 1.5). Deve haver em nós o desejo de possuí-la, e devemos orar a Deus para sermos sábios.
           Quais são os benefícios da sabedoria?

1. A sabedoria traz proteção (4.6,12).

           Com a sabedoria em nossas vidas poderemos estar protegidos de muitas coisas. Por exemplo, uma pessoa sábia não se expõe à tentação. Veja o caso triste de Sansão, ele colocou seus pés em terrenos escorregadios, e terminou sua vida como jamais imaginava, envergonhado. Se ele tivesse sido sábio, teria agido diferente, não teria se relacionado com alguém que não havia a aprovação divina e evitaria tais consequências.

2. A sabedoria traz honra e exaltação (4.8,9).

           Há um ditado popular que diz que o mundo é dos espertos. Mas esta expressão aponta para uma forma fraudulenta de agir. Quanto a nós somos desafiados a mantermos nossa fidelidade, a não buscarmos vantagens traindo nos princípios cristãos. Não busque as vantagens nesta vida a qualquer preço, mantenha sua integridade, pois a seu tempo Deus lhe exaltará. Lembre do exemplo de Salomão, ele pediu a Deus sabedoria e o Senhor em sua bondade lhe concedeu também riquezas, paz para seu reino e fama. E ainda que você não seja exaltado nesta vida na eternidade com o Senhor você ouvirá: “[...] Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor” (Mt 25.23).

3. A sabedoria traz satisfação interior (4.4,13).

           Vocês viverão muitas experiências em suas vidas, algumas serão satisfatórias outras nem tanto. Salomão foi um homem que experimentou muitas coisas, mesmo tendo inicialmente buscado a sabedoria em sua vida, houve um tempo em que ele se deixou levar pela bebida, pela riqueza, pelo sexo e pela fama. No entanto ele relata a sua frustração quando percebe que tudo isso era vaidade de seu coração (Ec 2.1-11). O que ele valoriza agora nestes versículos é a observância dos mandamentos de Deus, isso produz satisfação para a vida. Essa satisfação não pode ser encontrada em nenhum outro lugar, em nenhuma outra coisa.

4. A sabedoria traz longevidades (4.10).

           Quantos anos você gostaria de viver? É suficiente observar as notícias na mídia que perceberemos tantos jovens perdendo suas vidas, seja morrendo cedo ou desperdiçando-as de vários modos como nas drogas; e isso porque estão caminhando contrários às exortações de seus pais.
           A palavra do Senhor nos ensina que a obediência a pai e mãe é o primeiro mandamento com promessa, promessa de vida, de longevidade. 
           Nunca se deixe levar pelos prazeres desse mundo, eles aprisionam a alma, matam espiritualmente, são caminhos de morte.

5. A sabedoria traz livramento de más influências (4.14-19).

           Salomão traz o conselho de evitar as más influências mostrando o porquê, mostra o quão é diferente o comportamento dos ímpios que vivem sem temor do Senhor. Eles empregam suas energias em fazer o mal, vivem desonestamente, caminham sem rumo, cheios de tropeço, a vereda, ou seja, o caminho do justo deve ser diferente, deve brilhar mais e mais a cada dia até que estejamos na eternidade. Portanto, afaste-se da má influência, o Salmo 1.1 também nos diz: “Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores”.


II. OS FILHOS DEVEM SER GOVERNADOS TOTALMENTE PELA SABEDORIA (4.18,20-27).

           Como podemos ser governados pela sabedoria?

1. Que a sabedoria trombeteie aos seus ouvidos (4.20).

           O caminho da obediência às vezes pode não ser o mais fácil nem o mais atraente, mas só ele conduz á bem aventurança e ao céu. Logo, dê valor ao que tens ouvido quanto à vida em santidade ao Senhor.

2. Que a sabedoria proteja seus pés (4.26,27).

           O exercício da sabedoria te levará a não estar em lugares onde você possa estar sendo tentado a pecar contra o Senhor. Sendo assim, não vá a lugares onde o Espírito Santo não esteja se agradando, você é templo e habitação de Deus, lembre então que onde você vai transporta a presença de Deus consigo.
           Fuja então das zonas de perigo e busque sempre a casa de Deus.

3. Que a sabedoria proteja sua língua (4.24).

           Tenha muito cuidado com suas palavras, que elas sejam sempre usadas de um modo que o Senhor seja glorificado. As pessoas usam a língua muitas vezes como instrumento de morte (Pv 18.21), mas que em você seja um instrumento de vida.
           Afaste de sua boca as palavras torpes, ou seja, palavras indecentes, piadas imorais, críticas injustas e coisas semelhante que não edificam.

4. Que a sabedoria proteja seus olhos (4.25).

           Se seus olhos forem bons todo o seu corpo será luminoso. Por isso, não alimente seus olhos com coisas impuras. Faça aliança com o Senhor para evitar o que pode lhe prejudicar espiritualmente. Evite a pornografia, pois ela é um mal muito difícil de livrar-se dele, vicia e aprisiona.
           Não tenhas olhos cobiçosos como Eva. Não tenha olhos lascivos como a mulher de Potifar que desejou José. 

5. Que a sabedoria proteja seu coração (4.23).

           Para os antigos o coração é centro de todas as nossas ações, representa o ser humano em todas as suas partes, inclusive até a racionalidade. Então o texto nos fala de nossas motivações, de nossos desejos, e assim por diante.
           Sempre lembramos de nosso coração como símbolo dos nossos sentimentos. Desse modo, que possamos ser vigilantes com aquilo que se passa em nosso interior.
           Jesus ao falar sobre essas questões nos diz que do coração é que procedem as coisas más e perversas. O pecado inicia em nosso interior. As batalhas são ganhas ou perdidas nessa trincheira interna. Há muitas pessoas que não praticam o ato pecaminoso, mas em seu coração está o desejo, Jesus classifica como pecado do mesmo modo. 
           Exteriormente podemos até impressionar as pessoas, mas Deus ver o coração, portanto, ore como Davi: “Que as palavras da minha boca e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu” (Sl 19.14).


CONCLUSÃO

           O verso 18 nos fala que o caminho do salvo é como o Sol ao amanhecer, que vai brilhando até ser dia perfeito. Meus jovens, Cristo é o caminho e Ele é a luz. Se deixe sempre guiar pela Palavra que é luz para nossos pés. Os justo são luz e andam na luz do Senhor. Que a cada dia reflitamos Cristo, tornemo-nos mais parecidos com ele. Estamos sendo transformados à imagem de Cristo, de glória em glória. Nunca esqueça que estamos caminhando para a cidade da luz, onde teremos um corpo de glória que vai brilhar como sol no firmamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário